Dicas para melhorar o rendimento escolar do seu filho

A demonstração de interesse pela vida escolar dos filhos é a base para o processo de aprendizagem. Quando a criança percebe que a família se interessa por seus estudos e por suas experiências escolares, o pequeno sente-se amado e valorizado, desenvolvendo-se de forma integral e com boa autoestima.

Ao entrar na escola, a criança traz experiências adquiridas no convívio com meios anteriores, permitindo uma visão de si mesma e, o convívio na escola vem para ampliar suas relações e aprendizados. A criança passará a conhecer outras crianças com as quais irá compartilhar uma boa parte de sua vida, além do contato com adultos que não pertencem a sua família.

Papais e mamães, é muito importante que vocês acompanhem o crescimento educacional dos pequenos, pois essa atitude aumenta suas habilidades sociais e diminui a chance de problemas comportamentais. Aliás, quanto maior a participação dos pais nas experiências escolares das crianças, mais ela irá se esforçar.

Desse modo, quanto mais os pais tem o diálogo sobre o dia a dia do filho na escola, participam de reuniões, ajudam os pequenos nas lições e os e incentivam o progresso educacional, melhor será o rendimento escolar do filho. A participação familiar na vida escolar dos filhos faz com que a criança demonstre maior autocontrole e manifestação de uma aprendizagem significativa.

Papais e mamães, aprendam que acompanhar a vida escolar dos filhos não deve significar apenas cobrar. É necessário acompanhar e ser presente, por isso é muito importante: estimular, valorizar, ensinar, prestigiar, motivar, conversar. E mais, é muito importante que vocês mostrem que eles também terão suas frustrações e nem sempre conseguirão aprender tudo com facilidade.

Segundo Itamara Teixeira Barra:

Faz parte do desenvolvimento infantil e do crescer. Nessas situações a criança aprende a ter condições emocionais de se equilibrar diante de um desconforto.

Além disso, aprender a superar as decepções é um grande exercício de criatividade.

“A cada situação de frustração a criança consegue encontrar algo que a traga novamente ao equilíbrio. Ela encontra uma saída para lidar com o desconforto. Todo este movimento tem a ver com a criatividade”.

A parceria é a base, a cobrança é o último método a ser utilizada. Sendo assim, ouça mais, apoie, prestigie e aproveite a riqueza que é estar ao lado do seu filho, pois o tempo passa e as lembranças ficam.

Educar dá trabalho. Mas é um trabalho que dá bons frutos.

Içami Tiba